25 junho, 2012

Felicidade


A felicidade chega de repente...
...quando exiges nada...
Fica visível ao fundo da estrada.
...e no teu caminhar...
pisas o manto do sentir.
Onde se torna mais uma vez, 
urgente...
nada exigir!

Sónia M

14 comentários:

  1. .. o momento de buscar
    o lado mais leve da vida.

    [que esta paz suavize
    a semana que desponta]


    beijo

    ResponderEliminar
  2. La felicidad es un camino que algunos nunca hayan.
    Tu entrada es preciosa.
    Un texto profundo.
    Un beso

    ResponderEliminar
  3. Essa ser a pura da verdade
    Não temos o direito de exigir
    Amor não se escolhe mesmo em liberdade
    Que o amar alguém não seja fingir!

    Porque é livre o amor
    Em qualquer lugar poderá ser encontrado
    Com delicado gesto colocar uma flor
    Com carinho, no lugar apropriado!

    Boa segunda-feira para você, amiga Sónia M,
    um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  4. Belo casamento da poesia com a imagem, tuas palavras são doces, acalmam, retumbam na alma...

    ResponderEliminar
  5. E é tão bom quando ela chega sem ser esperada...
    Muito belo o teu poema, Sónia.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Olá Sónia...
    É verdade,
    quando você buscar mais felicidade, chega menos,
    ela nos surpreende
    Boa segunda feira para você
    muitos beijos
    ótima semana.

    ResponderEliminar
  7. Sónia

    Está lindo este post.
    Felicidade, espreita pela janela, abre a porta para a vida e entra de repente sem pedir licença.
    Tudo o que exigimos é imposto, logo não sendo espontâneo nem natural, não é felicidade.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Pues si la felicidad viene cuando menos te lo espera, cuando no la buscas, cuando incluso crees que nunca va a llegar... a mi me gusta una frase que dice ... "cuando se cierra una puerta,.... se abre una ventana"...
    Precioso Sonia, precioso
    Muchisimos besos
    Belen.-

    ResponderEliminar
  9. Belo!
    Para alguém assim...
    Mil gotas de pereno orvalho...

    " A felicidade... é como uma gota de orvalho
    numa pétala de flor - trémula brilha,
    de leve oscila, e cai como uma lágrima de amor."

    (do cancioneiro brasileiro)

    ResponderEliminar
  10. A felicidade não se busca. Esta já o é.
    GK

    ResponderEliminar
  11. Olá!Boa noite!
    ..é..este pote que fica no final do arco iris...a felicidade, todos procuram... ..eu penso que se tudo o que é conhecido é tão chato, por ser repetitivo, a felicidade só se alcança na surpresa do encontro, na reinvenção...
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Boa semana!
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. "...mais uma vez, urgente...nada exigir!" ):

    Mas eu quero mais, porque eu sou.
    E nada mais quero, porque sinto.
    Por vezes, sou o que sinto...
    outras, sinto que não sou.

    Gostei muito
    Beijo

    ResponderEliminar

NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS