18 fevereiro, 2014

Só o Tempo é leve...




Tenho terra no sangue e uma cidade verde no peito. 
Guardo olhares nas mãos que os olhos não sabem ver. 
Hoje encontrei uma memória junto ao dedo mindinho, 
é tua e minha. Afagavas-me os cabelos e sorrias, 
cheiravas a terra, a tangerinas e a tabaco. 
"És tão pequena", dizias, "que o mundo não te encontra". 
E os teus olhos gritavam, "És tão grande!".  Vê como é 
leve o Tempo: é um sonho. Onde um mar nos empresta um 
barco, um pássaro nos cede uma asa, para as sucessivas 
viagens que por ele fazemos. Chego, como quem sai do 
sonho e o espelho diz-me que as minhas mãos já cresceram 
e que os meus passos têm o tamanho dos teus. Talvez agora 
já te possa dizer, que somos nós que encontramos o mundo 
e que ele é pequeno, acredita. É tão pequeno que nos cabe 
inteiro nos ossos. E às vezes pesa, o mundo, a memória 
e o corpo. Pesa tanto. É preciso vasculhar entre os dedos, 
até encontrar o cheiro da tangerina e da terra,  para que tudo 
pareça de novo leve, como o Tempo: uma miragem que o espelho desfaz.

Sónia M


Na imagem 
o meu pai e um dos seus bisnetos.

26 comentários:

  1. Lindas palavras,com meigo toque da sua alma.
    Adorei amiga Sónia.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderEliminar
  2. tocante...

    por vezes há cheiros que ficam e nos trazem essas recordações que tão bem sabes descrever.

    eu também ainda hoje tenho o cheiro das tangerinas nos meus dedos....

    :)

    ResponderEliminar
  3. Magnifico texto e a foto é espectacular...
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Sonia querida, escreves com tanta profundidade que chego a sentir os cheiros, os toques.
    É sempre um prazer ler você.
    Beijos no teu coração!

    ResponderEliminar
  5. É tudo grandiosamente suave, como o aroma da tangerina!
    Lindo Blog, já a sigo! abração
    http://ives-minhasideias.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Tão frágeis que somos... Texto poético lindo, Sonia e tão verdadeiro...A foto, então, é um encanto.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  7. Lindo. Palavras tão profundas que acabamos por levar connosco.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Um belo texto, para uma digna e significativa homenagem...

    ResponderEliminar
  9. Olá Sónia,

    Este texto deixou-me um sentimento agridoce no peito.
    Intenso.
    Muito obrigado pela partilha

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  10. Existem recordações que
    ficam tatuadas na alma.
    Lindo demais.

    beijos Soninha

    ResponderEliminar
  11. Olá, Boa noite, Sônia
    Que doçura de escrito
    ... somos seres bem construídos, vivemos encantadoramente felizes no desencanto que também nós criamos, e o restante é o desconhecimento de que somos finitos, limitados. Somos frágeis e sentimos o peso do tempo...tudo passa... que possamos darmos o nosso melhor, em cada momento, para que haja sempre aprendizagens importantes...
    "Que tudo seja leve de tal forma que o tempo nunca leve."...Alice Ruiz.
    Obrigado pelo carinho,belos dias, beijos!

    ResponderEliminar
  12. Desculpe,
    Ontem você ficou sem meu comentário, eu adoro ler você, nem sei o que aconteceu.
    Me perdoa, tá?
    Foi retirar do baú essas lembranças que nos trazem saudades.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  13. O tempo é leve, mas vai pesando à medida que vamos contando os anos e as minhas pernas que o digam! Por falar em pernas, faça uma caminhada até à minha Figueira, tenho saudades dos seus comentários Sónia!
    Cá vai o meu abraço até Antuérpia.

    ResponderEliminar
  14. Olá Sónia, belo, terno e emocionante! De tão belo e terno que o mar escorre-me pelas faces. Um beijinho. Ailime

    ResponderEliminar
  15. Olá Sônia,

    Lindíssimo o texto e de uma suavidade que encanta.
    A imagem de seu pai com a bisneto reflete uma ternura imensa.
    Há momentos em que recordações saltam da memória para nos emocionar.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  16. Ola querida Sonia!

    Belissimo texto que retrata boas lembranças a deixar reflexos pela vida a fora.

    Obrigada pela visita no atitude e pelo carinho, viu?

    Beijos no coraçao.

    ResponderEliminar
  17. palavras a escorrer sorrisos para dentro do bolso...

    beijo meu, sónia!

    ResponderEliminar
  18. Sónia,
    De uma enorme beleza, de uma enorme ternura...!

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  19. É lindo recordar e carregar no coração lembranças queridas que jamais serão esquecidas.
    Um beijo grande Sônia e um ótimo domingo.

    ResponderEliminar
  20. Lindo recordar e trazer no coração lembranças que jamais serão esquecidas.
    Um beijo enorme e um bom domingo Sônia.

    ResponderEliminar
  21. MUY BONITO TU TEXTO. GRACIAS POR COMPARTIRLO.
    UN ABRAZO

    ResponderEliminar
  22. Nada que nos seja tão presente como certos odores da infância, perdidos na suposta leveza do tempo.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  23. Todas as homenagens são legítimas, àqueles a quem se ama...

    ResponderEliminar

NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS