17 junho, 2013

Alma



Perdi-me de ti na chegada. Cheguei em pranto, partida.
Um vazio revestido de pele, a isto a que chamam de vida.

Que crueldade construir casas que não habitas,
plantar flores em jardins onde não te passeias!
Vestir os dias de ausências e de silêncios,
desde onde me chega a tua voz aflita 
como ecos da angústia de outras vidas.

E nunca de ti estive tão perto...

Será teu o sufoco que às vezes sinto?
Serão teus os passos que à noite oiço?
Ou apenas delírios de uma louca, tudo o que de ti pressinto?

Que idade terão as almas?
Quantos regressos somam na procura?
Quantas vezes se cruzam e reconhecem,
incapazes de soltar amarras...

Perdem-se os ponteiros do tempo, 
neste mar profundo que nos separa
deixando a ilusão de ser sempre cedo...sempre cedo...
E é tão tarde, meu amor, é já tão tarde...
Tarde para tudo, menos para a noite, onde sempre te sonho.

Sónia M

(Pintura "Alma" de Romano)

27 comentários:

  1. Adorei Sónia.

    Não sei quantas vezes se cruzam, não sei quantos regressos se somam...
    mas a isto que chamam de vida, parece realmente existir um "dever a ser cumprido no SOU".

    Beijo grande e boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Como marinheiro, sinto os braços já cansados de soltar amarras, mas através desta navegação, estou a tentar levar o meu abraço até Antuérpia, espero que vença todas as intempéries e chegue são e salvo.

    ResponderEliminar
  3. Lindo poema Sonia.

    Tarde para tudo,menos para noite,onde possamos sonhar
    com um grande amor.

    bjs amiga
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Oi Sónia

    A noite é o delírio dos sonhos possíveis e impossíveis.
    Lindíssima poesia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  5. Há sempre tempo no tempo sem Tempo!
    Há sempre um espaço no espaço sem Espaço!

    Os Ecos aflitos de Vozes de Angústia...
    São passos perdidos em fundos desígnios!
    Em que apenas e só... apenas Brilha Um!

    - O AMOR! Que é dulcíssimo!
    - E é Louco! Mas apenas, e por poder... apenas tem um Destino!
    - Brilhar em Brilho de um milhão de Estrelas!!- Do mais intenso Firmamento!
    - Iluminar tua Noite... Explodir no teu Sonho... de todos os sonhos!...
    - Que o Sol sempre te Ilumine nos seus infinitos dias!
    - Que Deus te abençoe!
    - Que possas, sempre, perturbar meu Coração... com tão Bela, da Alma, a mais Bela Poesia!

    BEIJO!!!


    ResponderEliminar
  6. Lindo, Sónia =)

    Nos nossos sonhos, nunca é tarde.

    bjos

    ResponderEliminar
  7. Há tantas chegadas....tantas partidas.....

    E nunca é tarde, não para o sonho. Não para te ler e para a tua poesia :))

    Beijo

    ResponderEliminar
  8. Versos "in Somnia"... belíssimos!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  9. Hola Sónia, buenas tardes,
    poeticamente hermoso,
    has escrito como me gusta leer, dando el fin a cada verso.
    Me encantó el mensaje que llevan tus líneas,
    profundo y concreto,
    la pregunta es -debemos resignarnos?

    Te deseo una bella noche de martes
    un beso y un abrazo

    ResponderEliminar

  10. Caminhantes sem idade, vamos perdendo tudo ou tudo ganhando...

    "Que idade terão as almas?", que ideia têm do tempo para nunca chegarem a tempo?

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  11. Nunca é tarde

    a não ser
    quando entardece

    ResponderEliminar
  12. Excelente, Sónia!
    De uma beleza gritante a cada verso.
    Adorei.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Não sabia a Ti Maria
    As lentes dos óculos lavar
    Ver a Sónia, não conseguia
    Alentejana, assim é que é falar.

    O seu comentário li
    Com muita atenção
    Mais a nedota aprendi
    Por causa da visão!

    Não é mentira não
    Aqui em pranto, não cheguei
    Sua gentil imaginação
    Seu comentário adorei.

    Bom dia de quarta-feira
    e um beijo para você, amiga Sónia.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eduardo, não foi imaginação não senhor.
      Eu lavei mesmo os óculos à Ti Maria :)



      Grata a todos, pelas vossas visitas e comentários.

      O meu abraço

      Eliminar
  14. Belo poema...Espectacular....
    “Nada que vale a pena é fácil. Lembre-se isso.”
    ~Nicholas Sparks

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  15. Oi querida,
    Linda poesia, cheio de metáforas e ilusões.
    Adorei
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  16. Desejo o final de semana de muita paz
    para toda sua família ,
    e que Deus proteja aqueles que estão lutando
    por um Brasil melhor onde possamos ter
    nossos direitos adquiridos verdadeiramente.
    E um toque de Deus no coração daqueles que
    desgovernam nossa Nação.
    Que a luta seja feita em
    paz ,para Paz, pela Paz.
    Com muita fé vamos também orar
    por essa Nação , que a muitos anos
    vem sendo reprimida e oprimida :
    A muito deixou de ser uma sociedade
    digna e justa.
    Uma luta sem guerra sem sangue mostrar ,
    que apesar da pessíma educação
    e exemplo dada pelos governantes:Mostrar que temos a educação
    recebida dos nossos pais.
    Nossos jovens são filhos da nossa incansável
    esperança por um Brasil sem fome
    de todas as necessidades.
    Tenho estado um pouco ausente nesses últimos tempos
    fico triste quando a vida por trás da telinha
    me obriga a ficar longe de você.
    Carinhosamente te desejo um abençoado
    e feliz final de semana beijos no coração.
    Evanir.
    Tem Uma Mensagem Acorda Brasil.
    Juntos Vamos Acordar O Brasil..
    Somos Todos Irmãos....

    ResponderEliminar
  17. Olá Sónia!
    Eis um poema cheio de emoção, que nos conduz pelos caminhos nostálgicos da vida à procura de um bom porto de abrigo! Os sentimentos à flor da pele...
    Um abraço.
    M. Emília

    ResponderEliminar


  18. Casi, casi entiendo la belleza de tus versos, pero solo, casi.


    Saludos desde El Bierzo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Un honor recibirlo en mi humilde espacio, Paco.
      Gracias por su visita.




      Grata a todos pelos vossos comentários, que muito me honram.

      O meu abraço

      Eliminar
  19. Bonitas palavras.
    E a isto chama-se viver.

    Bjs e boa semana

    ResponderEliminar
  20. mas há outras chegadas
    e outras partidas
    o poema está muito belo, como sempre!
    a imagem escolhida faz jus Às palavras.
    uma boa semana.
    um beijo

    :)

    PS:por motivos que não tenho explicação não conseguia entrar no teu blogue.

    ResponderEliminar
  21. A tua escrita poética é envolvente, toca-me a alma...
    Excelente, minha amiga.
    Sónia, tem uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  22. Uma vez, uma "poeta", minha amiga, disse-me que "há poemas que não se comentam, apenas se sentem". É o caso deste poema de Sónia M, que nos envolve na densa teia de uma atmosfera de um "amor dorido, dilacerado por um amor ausente", mas que o poema assume estar sempre presente, tal como assume aquela serenidade, que emerge de todas as emoções traduzidas, a revelar a extrema sensibilidade da "poeta". Trata-se de um intimismo profundo que se abre para o poema.
    Tomei a iniciativa de titular de "Alma" este excelente poema (recebido sem título), pedindo emprestada a expressão ao pintor Romano, que a utilizou para título do seu expressivo trabalho de óleo sobre acrílico.

    ResponderEliminar
  23. Gostei muito. Muito mesmo deste poema ALMA.

    ResponderEliminar

NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS