20 outubro, 2012


A estrada era dura como o coração de um ditador. Mesmo assim, os camponeses não deixavam de pisar o chão e levantar pó. Sempre que o moral começava a arrastar-se, havia uma voz que cantava. As canções eram ásperas como as mãos dos homens mas sabiam a doces afagos de mulheres. Quando chegaram à vila, a guarda já estava à espera. Havia cavalos, espingardas e olhares infames. As balas voaram e os peitos abriram-se. O sangue jorrou e nada voltou a ser como dantes.

22 comentários:

  1. E seria tão bom que em vez de lagrimas fosse orvalho, em vez de armas fossem rosas!

    Bji Sonia

    ResponderEliminar
  2. Oi Sónia!

    É sempre a violência presente na vida do Homem, mais sempre também

    procuramos Paz!

    DEUS abençoe seu Fim de semana!

    Adriano.

    ResponderEliminar
  3. Acreditar sempre,,,levantar a cabeça e seguir o caminho em frente...sem olhar pra tras....beijos amiga e um belo sábado pra ti..

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente é assim e a nossa história está repleta de ciclos, ora de paz, ora de sangue.

    Beijo grandão e um bom fim de semana, Sonia :)

    ResponderEliminar
  5. que bello texto.
    Sabio y muy sentido
    Besos

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente ainda é assim pela conquista de diereitos e da paz.
    Tolos homens. Tolo mundo.
    Imagem e texto impactante. Muito bom.
    Beijos Sonia,
    bom fds

    ResponderEliminar
  7. Seu poema me faz lembrar
    Os meus tempos de criança
    Descalço, as pedras a pisar
    Na estrada poeirenta da esperança!

    A poeira a calmou
    Mas não na totalidade
    A ditadura se derrubou
    Se alcançou a liberdade!

    Pés calejados sofreram
    Com fé e esperança caminharam
    Com sacrifícios venceram
    Direitos que estão a ser retirados!

    Muitas lágrimas derramadas
    Muitas vidas perdidas
    Muitas balas disparadas
    Por causa de loucas medidas!

    Não queremos mais sangue derramado
    Pretendemos os nossos direitos defender
    Queremos um governo bem formado
    Que não deixe o povo de fome sofrer!

    Que saiba com justiça social
    Governar, em liberdade
    Queremos continuar Portugal
    Com paz, amor e felicidade!

    Bom fim de semana para você,
    amiga Sonia M,
    beijinho
    Eduardo.




    ResponderEliminar
  8. "E com ferros matas, com ferros morrerás..."

    Beijo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  9. Que lindo! Estonteantemente triste e belo!
    GK

    ResponderEliminar
  10. Ainda estamos engatinhando para um mundo melhor, beijos querida, ótimo domingo pra ti.

    ResponderEliminar
  11. Pior do que servirmos, é deixarmos que se sirvam de nós!

    ResponderEliminar
  12. Hola Sónia, buenos dias,
    cuando un hecho trascendental cambia las cosas,
    es mejor mirar hacia adelante.
    (hermoso y sentido texto)
    bonito domingo
    besitos

    ResponderEliminar
  13. Mas devemos acreditar que só com luta conseguiremos um mundo melhor, uma vida melhor.... e corações menos duros!


    Beijinho

    ResponderEliminar



  14. Después de un largo periodo de tiempo, tiempo que a veces no se comporta como nosotros quisiéramos y si como le preceden las situaciones…

    Regreso emocionada a recrearme por este vergel, donde las rosas acompañadas de las letras se mecen creciendo bajo la luz de tu sonrisa.

    Te dejo como bienvenida, un abrazo de golondrinas interpretando los trinos del cariño y la fantasía.


    Atte.
    María Del Carmen


    ResponderEliminar
  15. Sopram ventos de melancolia
    Transparente é o cinza que a tua alma encerra

    A minha pobreza é a falta de um par de asas
    Encontrei um lugar de reinvenção das sombras
    Pensei virar as costas ao tempo e ao deslumbramento
    E aí houve estranhamente o amanhecer das minhas palavras

    E passei para te deixar


    Um mágico beijo

    ResponderEliminar
  16. Olá Sonia,
    Interessante texto; no mínimo leva à reflexão!
    Tenhas uma semana como nunca, repleta de satisfação, realizações, alegrias e muito, muito amor...
    Beijo.

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde amiga Sónia, por favor passa lá no rima blog,para ver se o que fiz está bem feito, ou se precisa de mais algum retoque?
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  18. A nossa existência toda sempre foi assim, momentos de paz, outros de guerras. Um beijo grande amiga. Até!!!

    ResponderEliminar
  19. Estoy teniendo bastantes problemas con bloguer para ver las Entradas actualizadas. Sólo puedo acceder a vuestros espacios a través de los comentarios que me hacéis...¡¡¡Un rollo!!!
    Magnífica Entrada.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  20. Que lindos seus "Sussurros".. Estou procurando novos amigos e seguidores para o meu blog e o nome do seu me chamou atenção. Esteja a vontade para me fazer uma visita e se gostar fique por lá, ficarei feliz =)

    Encontrei você no blog do Pedro aí em cima rsrs
    Bjs e se cuida

    ResponderEliminar

NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS