14 junho, 2012

E de novo me envolve a noite!



E de novo me envolveu a noite!
Este meu lado escuro...
Não adianta tateares na penumbra...
Sou apenas eu...aqui quieta
usando o silêncio ao invés da palavra.
Sumi com a última luz do dia.
Às vezes também me escondo
Pinto de preto a minha ousadia.
Em resguardo...esvaneço...
Mas nem por isso te esqueço,
sossega...
Todo o inicio tem um fim...
a noite sempre termina
e o sol quando nasce a tudo chega...
a tudo e a todos ilumina...
...até a mim!

Sónia M

http://alpendredalua.blogspot.be/2012/05/e-de-novo-me-envolve-noite-poema-de.html

16 comentários:

  1. Quando anoitece tudo faz sentido...tudo muda de cores e tons...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  2. Bom dia queria! "Às vezes também me escondo
    Pinto de preto a minha ousadia." Sim, às vezes precisamos nos pintar de preto e ficar quietinhos, em silêncio... Em acalento.Tal qual os ursos em hibernação... À espera, em restauração.
    Um beijo para ti!

    ResponderEliminar
  3. Que coisa linda poetisa, fascinou-me! Parabéns, bjos.

    ResponderEliminar
  4. Na noite envolvida
    Na cama deitada
    Por amor protegida
    Com carinho abraçada!

    Todo o início tem um fim
    Na noite envolvida
    É tão bom ser feliz sim
    Junto da pessoa querida!

    Boa quinta-feira, para você, amiga Sónia M.
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  5. Muito bonito!

    Se não houvesse escuridão não precisavamos da luz :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Quando te dói olhar para trás e te dá medo olhar em frente, olha para a esquerda, ou para a direita e eu estou ali, a teu lado!
    Com o meu abraço de amizade

    ResponderEliminar
  7. Quando a luz do sol enfraquece, virá a da lua , quando anoitece.
    O importante é sentir o afago nem que seja das palvras numa linda, linda poesia como esta sua, Sónia.
    Adorei!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  8. Que bonito sonia... cuando cae la noches.. cuando se va la luz y te sientes muchas veces sola y otras buscas esa soledad... cuando cae la noche a veces añoramos esa luz del día... esa luz que nos hace sentirnos mas seguros...
    Mil besos preciosa... mil besos que soplo y van para allá...
    Belen.-

    ResponderEliminar
  9. A noite é, acima de tudo, uma trégua.
    GK

    ResponderEliminar
  10. Momentos há em que necessitamos nos ocultar e cabe a quem está ao nosso lado saber respeitar. Lindo como você. Um grande abraço e um enorme beijo. Suzana.

    ResponderEliminar
  11. Que o Sol sempre te ilumine
    E que da tua Luz não tenha ciúmes!

    ResponderEliminar
  12. Depois do que escrevestes no email a respeito deste poema mais lindo ainda ele é. Obrigada e um imenso beijo meu.

    ResponderEliminar
  13. Que o Sol sempre te ilumine [2]

    Palavras tristes que se fornam belas.

    Beijos..

    ResponderEliminar
  14. Um poema que não se perde na memória dos dias, porque tem imagens incisivas e dolorosas, para quem o escreveu daquele lado escuro - a noite.

    ResponderEliminar

NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS