05 junho, 2021

O Perfume.




Ter a fala da flor,
eis o meu mais secreto desejo.
Ser a voz no perfume
sem óbice da língua;
a palavra que se exala
mesmo à boca fechada.


©Sónia Micaelo
(Texto e imagem)

4 comentários:

  1. Boa tarde Sónia,
    Um poema tão belo!
    «Ser a voz no perfume
    sem óbice da língua;»
    Sublime!
    Um beijinho e um agradável fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  2. Olá Sónia!
    Delicioso o teu poema!
    Poucas palavras podem dizer tanto...

    Um beijo!

    ResponderEliminar
  3. Envio mil flores, para que o Verbo seja o poema redentor na boca da poeta.
    O teu poema brilha, na eloquência da sua cativante simplicidade...

    ResponderEliminar

NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS