26 novembro, 2015

...



Hoje sempre que fechava os olhos, via o teu retrato. 
Porque hoje era dia de abraços e eu só tinha uma imagem...
Pendurado ao pescoço, um coração. Assim vais passando pela vida, 
com ele por fora, disposto a sangrar pelas dores dos outros. 
Consigo ver-nos a todos, quando te olho, mesmo os que já cá não estão...
E somos tantos! Não sabia que alguém conseguia guardar tanta gente, 
nos olhos e nas mãos. E no aconchego das mãos das mães, não há ferida
que não sare, nem cicatriz que não se torne bela. 

Quando as coisas não correm bem e eu não consigo ser o que querias,
ainda assim dizes, " coragem! podia ser pior!".
Pois podia! Podia não te ter e não há mais ninguém como tu.
Uma espécie de anjo que nos guia e nos ergue.
É tão simples e tão profunda a tua passagem pela vida, que vou continuar
a ouvir-te a minha vida toda. Jamais me perderei do teu rosto.

Agora eu já sei, que à mãe e ao pai, se deve falar de amor e de gratidão,
sempre que se possa. Gratidão, por o amor que nos têm, não caber na palavra.
Há coisas que só se sabem depois de se ter um filho. E eu já sei, mãe, 
o que é ter um coração, sempre pronto a sangrar pelo outro...

Mãe, perdoa-me. Perdoa-me ontem. Perdoa-me hoje ...e amanhã.
Perdoa-me por te escrever tanto. Perdoa-me as cartas que já te escrevi,
as que escrevi e não te enviei e até as que te irei ainda escrever. 
Perdoa-me, por ser o único que te posso dar agora.
Palavras -  o que quase nunca foi preciso.

Esta noite, antes de adormecer, vou olhar para o nosso retrato.
Talvez assim, quando feche os olhos, despida de palavras,
te possa abraçar mil vezes, no meio do sonho...


Sónia M


(Parabéns, mãe!)







14 comentários:

  1. Respostas
    1. "Quem tem uma mãe tem tudo. Quem não tem mãe não tem nada". Parabéns. Pelo aniversário e pelo poema.

      Eliminar
    2. Tão certo, Alexandre...
      Obrigada.
      Beijo

      Eliminar
    3. Hola. Sus obras es magnífica.
      Saludos desde Japón. ruma

      Eliminar
  2. Hola Sónia, buenas noches,
    mira, cuando uno escribe con el corazón, siempre deja algo lindo dando vueltas...
    bueno, tu has dejado una hermosa sensación... pues no tengo dudas que este texto, tú lo has escrito desde bien dentro tuyo.

    te deseo un lindo fin de semana
    un beso grande

    ResponderEliminar
  3. Nunca se seesquece quem nos trouxe a este mundo!

    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, nunca se esquece.
      Obrigada pela presença, Vieira Calado.
      Abraço

      Eliminar

NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS