11 agosto, 2013



De ti 
não quero o brilho das pedras
cravadas em ouro para tolos
não quero a sombra do corpo maior que a alma

de ti
quero muito mais que riquezas mundanas
quero este fogo que ateias num sopro
quero o arrebato do primeiro abraço
o cheiro que inalo junto ao teu pescoço
a correria do peito e o tremor das pernas

de ti
quero a liquidez desse sorriso
que bebo sempre que me olhas
quero as perguntas que te assolam a mente
só porque te importas
quero os sóis que me plantaste
no interior dos olhos
quero apenas o que as mãos não tocam
e o que por dentro me agarra
com a ternura que sobre mim derramas

De ti
quero muito mais que riquezas mundanas
quero as coisas pequenas
que me enchem por dentro
De ti quero a vida
quero o sonho
este
onde tu entras e onde por fim ganho asas.

Sónia M


(Pintura, Tomasz Alen Kopera)

23 comentários:

  1. Necesitamos esa Esencia de Sentimiento y Presencia; no importan, para nada, las riquezas mundanas.
    Queremos ese Sueño que nos de Alas para volar en el Horizonte de la Felicidad...Precioso Post.
    Abraços e beijos.

    ResponderEliminar
  2. Sonia querida,

    Que beleza teu poetar. Como é bom passear por aqui.

    Beijos Beijos em teu coração

    ResponderEliminar
  3. LINDAS PALABRAS. UN PEDIDO MUY HERMOSO. ME GUSTA.
    BESOS

    ResponderEliminar
  4. Na riqueza da imaginação
    Contudo, não deseja um mundo dourado
    Deseja sim em cada rosto sorriso de satisfação
    Que por alguém, a alguém não seja roubado!

    Tem andado sumidinha
    Espero que nada de mal
    Te tenha acontecido menina
    Se calhar está de férias em Portugal?

    Resto de bom domingo
    um beijo para você,
    amiga Sónia.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  5. "teu mais ligeiro olhar facilmente me descerra
    embora eu tenha me fechado como dedos,nalgum lugar me abres sempre pétala por pétala como a Primavera abre (tocando sutilmente,misteriosamente)a sua primeira rosa"
    E.E.Cummings


    (feliz por ler-te...fique(i)!)


    beijo

    ResponderEliminar
  6. Oi Sónia
    Que poesia linda!
    Você é uma poetisa nata
    Parabéns por esse deleite
    Você está na minha lista de blogs amigos
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  7. Sónia: lindo poema amei, Sem ti nada seria, contigo sou aquilo que sou.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  8. Hola Sónia,
    buenas tardes,
    cada vez que tu corazón toma la pluma, escribe cosas como ésta...
    es realmente hermoso.
    (ya sabes lo que pienso, verdad?)

    Te mando un beso grande
    excelente semana

    ResponderEliminar
  9. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderEliminar
  10. um poema que é um hino ao amor partilhado.
    muito bom!
    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  11. Olá amiga!
    Por onde tem andado com esse abraço Sónia?
    Faz falta à minha Figueira, com esses poemas Pingo-Mel!
    Cá vai o meu abraço

    ResponderEliminar
  12. Precioso, Sónia!
    Adorei esta partilha.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Um querer do essencial...amoroso.

    beijos

    ResponderEliminar
  14. O amor não está nas riquezas
    mas no coração apaixonado
    está nestes versos
    cantos de uma profunda
    paixão
    belos versos quase epístolas
    para o amor
    quase acordes de uma canção


    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
  15. Um grande beijo e um Domingo maravilhoso pra você.

    Ani

    ResponderEliminar
  16. Sónia,
    Poesia que é manifesto de vida de grande beleza.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  17. si necesitáramos definir: romanticismo
    bastaría este poema,
    saludos

    ResponderEliminar

NÃO SERÃO PUBLICADOS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS